Imaginário Coletivo | Fotografia para Transformação

Fotografando em preto e branco

Fotografar em preto e branco não é tão simples.

Fotografar em preto e branco não é tão simples. Primeiro porque a gente enxerga em cores e se você acha que é simplesmente mudar o modo da câmera para registrar imagens em P&B não se engane, a coisa não funciona assim. Além disso muitas coisas que a gente precisa fazer para produzir uma boa foto em cores, quando mudamos para o preto e branco temos que pensar diferente, enquanto outras coisas, como as formas, luz e sombra, texturas e linhas ganham mais importância.

E foi isso o que propusemos aos nossos jovens fotógrafos, exercitar o olhar, mas dessa vez sem as cores. Muitos não gostam da tarefa pois acham desinteressante, entretanto, aos poucos eles vão curtindo a brincadeira.

Temos o costume de fotografar em cores, ainda mais depois que o bom e velho preto e branco ficou lá atrás no tempo, junto às películas que precisavam de revelação. Quando propomos uma mudança na forma de fotografar criamos deslocamentos e, consequentemente estranhamento e isso é positivo. O jovem, obrigado a trabalhar somente com escalas de tons de cinza, precisam ser criativos e enxergar possibilidades no ato de fotografar. Aos poucos as imagens vão surgindo e através das dúvidas e das dificuldades o aprendizado vai se completando. Agora é munir os nossos fotógrafos de referências e mostrar novas possibilidades em trabalhar com a ausência da cor.

Vamos que vamos! Na próxima aula tem mais!

Ahh! E não podemos deixar de registrar a presença da professora Débora Costa que acompanhou a saída fotográfica e já manda muito bem, clicando tudo ao seu redor. Valeu Débora, bacana ter você na família do Imaginário Coletivo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.