Imaginário Coletivo | Fotografia para Transformação

Perspectiva, diagonais e linhas

Na aula do Imaginário Coletivo, demos continuidade na observação de linhas da comunidade.

Na aula do Imaginário Coletivo, demos continuidade na observação de linhas da comunidade. Antes de sair para a rua, tivemos um bate papo sobre a observação do meio, sobre perspectiva e ainda apresentamos algumas regras como a dos terços e ponto de ouro, para auxiliar na composição das fotografias.

A ideia é que os nossos jovens dirijam seus olhares para os detalhes e percebam o meio onde vivem de uma maneira diferente.

Muitas imagens foram produzidas e para a nossa alegria, a maioria das fotos eram abstratas, contendo fragmentos dos lugares por onde todos passaram. Um exercício do olhar e de percepção, em que novas descobertas foram feitas, apesar da familiaridade com o espaço. Tudo era possível de ser fotografado: desde a camisa do professor até as rachaduras do muro de uma construção demolida, tudo retratado em detalhes, para que, inclusive, “ficasse difícil de ser identificado”, como propôs um dos alunos do projeto.

Este exercício de olhar tem o objetivo de fazer com que os jovens fotógrafos descubram novas possibilidades e percebam, de uma maneira diferente, o local onde vivem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.